sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Hmenagem aos Chicoronhos


Sendo descendente de chicoronhos e homenageando os meus ascendentes, recomendo a leitura do livro "CHICORONHO" escrito pelo meu sobrinho Jorge Kalukembe. O Romance "CHICORONHO", retrata a origem de um novo povo, o mais recente do continente africano. É uma história fascinante do encontro entre dois povos no Sudoeste de Angola. A incrível aventura e coragem dos fundadores de uma das cidades mais bonitas de Angola – Sá de Bandeira, a actual Lubango –






Origem da palavra CHICORONHO
A palavra CHICORONHO tem origem na ocupação do sudoeste angolano iniciado em finais de 1884. 


Decorria o mês de Outubro de 1884, quando cerca de 222 madeirenses partiram em direcção ao sudoeste angolano, a viagem demorou cinco semanas. Assim a 17 de Novembro os referidos madeirenses desembarcaram no Namibe e chegaram ao Lubango nas vésperas do Natal de 1884. Estes madeirenses foram então os fundadores da Colónia de Sá da Bandeira. 

Os militares portugueses sediados no Sudoeste Angolano tratavam os mencionados madeirenses de colono (com desprezo),  porque eram essencialmente pobres e humildes e originários da colónia da Madeira. 
O povo local – Muila da subetnia Nhaneca – via o militar português a tratar o madeirense de colono, por conseguinte, o muila passou a trata-lo na sua língua (Nhaneca) por Otyikolonyo para o distinguir do português militar que designavam de Omuputu.

Importa esclarecer que a grafia «tyi» fica foneticamente «chi», assim da palavra Nhaneca, Otyikolonyo originou a palavra Chicoronho para designar todos os descendentes de mais de um milhar de madeirenses que fundaram e desenvolveram uma das cidades mais bonitas de Angola – antiga Sá da Bandeira a actual Lubango.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Mensagens populares